Hospital Distrital da Figueira da Foz, EPE
 
Pesquisa
  Emergência Informações Úteis Mapa do Site Mapa HEPE
 
 
 
 
 
Como Actuar?
 
Asfixia

A Asfixia ou Sufucação está relacionada com a dificuldade respiratória que leva á  falta de oxigénio no organismo.

As causas podem ser variadas, sendo a mais vulgar a obstrução das vias respiratórias por corpos estranhos (objectos de pequenas dimensões, alimentos mal mastigados, etc.).

Outras causas de asfixia são:
- Ingestão de bebidas ferventes ou cáusticas
- Pesos em cima do peito ou costas
- Intoxicações diversas
- Paragem dos músculos respiratórios


Sinais e Sintomas:
Conforme a gravidade da asfixia, podem ir desde um estado de agitação, lividez, dilatação das pupilas (olhos), respiração ruidosa e tosse, a um estado de inconsciência com paragem respiratória e cianose da face e extremidades (tonalidade azulada).

A situação é grave e deve-se intervir rapidamente!


O que deve fazer?

A. Numa criança pequena:
- Abra-lhe a boca e tente extrair o corpo estranho, se este ainda estiver visível, usando o seu dedo indicador em gancho ou uma pinça (cuidado para não empurrar o objecto!).
- Coloque a criança de cabeça para baixo. Sacuda-a e bata-lhe a meio das costas, entre as omoplatas, com a mão aberta.

B. No jovem/ adulto:
- Coloque-se por trás da vítima, passe-lhe o braço à volta da cintura.
- Feche o seu punho e coloque-o logo acima do umbigo.
- Cubra o punho com a outra mão e carregue para dentro e para cima.
- Repita as operações as vezes que forem necessárias.
- Se a respiração não se restabelecer e a vítima continuar roxa (cianosada), faça reanimação/ respiração artificial.
- Logo que a respiração estiver restabelecida transporte a vítima para o Hospital.

O que não deve fazer:
Abandonar o asfixiado para pedir auxílio.

 
 
       Topo  
  Logotipo dos Hospitais SA 2009 Direitos Reservados - Hospital Distrital da Figueira da Foz, EPE Símbolo de Acessibilidade na Web www.acessibilidade.net Ministerio Saúde