Ir para o conteúdo

Horários de Visitas e Atendimento

 

Na sequência das orientações emanadas pelo Gabinete do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde realçando a pertinência das medidas de humanização nos cuidados de saúde, os Hospitais foram chamados a criar condições para acesso das visitas aos utentes internados.

Nesse sentido, ouvido o Grupo Coordenador Local do Programa de Prevenção e Controlo da Infeção e Resistências aos Antimicrobianos, o Conselho de Administração informa que a Equipa de Segurança e Vigilância e o Serviço de Medicina Laboratorial irão garantir o acesso adequado aos visitantes dos utentes internados no Hospital Distrital da Figueira da Foz, EPE. de acordo com o seguinte:

1- Todo(a)s o(a)s visitantes devem ser instruídos pelo Serviço de origem do utente para a necessidade de se fazer o agendamento da visita, que decorre no horário entre as 14h e as 15h, devendo, nesse momento, informar-se o(a) visitante que deve apresentar-se sem sintomas, sem história de contactos suspeitos nos últimos 10 dias e independentemente do estado vacinal, fazer-se acompanhar de certificado de teste de rastreio da infeção por SARS-CoV-2 (teste PCR até 72 horas ou Teste de Antigénio até 24 horas) ou, na sua ausência, recorrer à modalidade de autoteste, a trazer e realizar no Hospital;

2 – Na modalidade de autoteste, o(a) visitante deve fazê-lo mediante supervisão e validação, da responsabilidade do Técnico de Análises Clínicas no Serviço de Medicina Laboratorial do HDFF, EPE. 1 hora antes da hora programada para a visita;

3 – Certificando-se da anuência verbal do(a) visitante para o cumprimento dos requisitos, o agendamento é comunicado por escrito pelo Serviço de origem do utente, para o e-mail: seguranca@hdfigueira.min-saude.pt

4 – Os visitantes com resultados positivos são impedidos de entrar no hospital e serão, de imediato, encaminhados para execução de teste confirmatório (por PCR) por meios próprios.

5 – A admissão de visitantes será restrita a esta quadra Natalícia (dias 24, 25 e 26), em número máximo de até 2 visitas por doente de referência (sendo só 1 pessoa por dia), com horário e permanência limitada a 15 minutos;

6 – À entrada o(a) visitante deve usar máscara de proteção conforme norma da instituição, deve proceder à adequada desinfeção das mãos e fornecer as informações necessárias solicitadas pelo Segurança.

7 – Todo(a)s o(a)s visitantes serão identificados e será feito o registo em ficheiro próprio, única e exclusivamente para o fim de eventual rastreio futuro de contactos, se necessário.

8 – Os dados a recolher são: nome, cartão do cidadão, resultado do teste de rastreio da infeção por SARS-Cov-2, utente visitado(a), Serviço e cama.

9 – O Segurança instrui o(a) visitante ao Serviço destino onde será acompanhado pelo Enfermeiro responsável que garante que o(a)s visitantes utilizam o EPI adequado e procedem aos cuidados habituais: higienização das mãos obrigatória, minimização de contacto direto com os doentes, utilização de mascara cirúrgica, bata descartável. Este material deverá ser descartado à saída do quarto, seguindo-se nova higienização das mãos. Todo este processo deverá ser acompanhado e acautelado por um profissional de saúde responsável do serviço;

10 – Não estão incluídas as situações de carater excecional, consideradas urgentes e necessárias pelo médico assistente, em articulação com o Diretor de Serviço, que deverão manter as recomendações atuais na abordagem ao utente, conforme Circular Informativa N.º 69/2021 de 29 de novembro.

 

Figueira da Foz, 23 de dezembro de 2021

_____________________________________________________________________________________________

Considerando o aumento de número de casos de Covid-19 na região e no País, e sempre visando a preservação dos utentes e profissionais da Instituição, o Hospital Distrital da Figueira da Foz, EPE (HDFF, EPE) comunica que estão suspensas, desde quarta-feira (01 de dezembro de 2021), as visitas aos utentes da instituição, não estão incluídas nesta suspensão as situações de caracter excecional, consideradas urgentes e necessárias pelo médico assistente, em articulação com o Diretor de Serviço. A medida visa reduzir a circulação de pessoas na área hospitalar, de modo a garantir a segurança na assistência prestada.

O HDFF,EPE ressalta ainda que os familiares, sempre que solicitado, receberão informações sobre o estado de saúde de seus entes queridos, seja através de boletins médicos via telefone, ou por meio de vídeochamadas com o utente.

O Conselho de Administração do HDFF, EPE, tendo em conta o elevado risco da situação apela ao cumprimento das medidas de prevenção recomendadas e à responsabilidade individual de cada um e alerta ainda todos os utentes para que em caso de necessidade, antes de recorrerem a uma Unidade de Saúde se informem junto da SNS 24 através do 808 24 24 24 ou atendimento@sns24.gov.pt

Figueira da Foz, 29 de novembro de 2021